Skip BreadcrumbHome / Fiscalidade / Segurança Social lança novo Simulador de Pensões

Particulares

Segurança Social lança novo Simulador de Pensões


Está disponível desde ontem um novo Simulador de Pensões que dá informação sobre o valor estimado da pensão quando chegar à idade de reforma.

Esta nova ferramenta digital disponibilizada pela Segurança Social, pode também ajudar os cidadãos a decidir sobre o momento da reforma, tendo em conta as bonificações e penalizações aplicáveis, permitindo assim melhor planear o futuro.

O Simulador de Pensões foi pensado para ser simples e fácil de usar, devolvendo ao utilizador informação clara e compreensível por todos.

Para iniciar a simulação basta ter acesso a um computador ou tablet com internet e estar registado na Segurança Social Direta . Chegado ao site www.seg-social.pt, terá de inserir o Número de Identificação da Segurança Social (NISS) e a Palavra-Passe. Depois, basta escolher a opção «Pensões» e de seguida selecionar «Simulador de Pensões».

A partir daqui tem duas opções de simulação:

- Simulação automática, disponível para a Pensão de Velhice do regime geral. Permite conhecer o valor estimado da pensão, obtido com base nos salários registados na Segurança Social. Com esta simulação o utilizador fica a saber a idade estimada da reforma e o valor bruto estimado da pensão. Caso pretenda, pode ainda escolher uma outra data para a reforma, ficando assim a saber se tem penalização ou bonificação na nova data;

- Simulação à medida, disponível para Pensão de Velhice e também para Pensão de Invalidez Absoluta e Pensão de Invalidez Relativa, do regime geral. Nesta opção o utilizador pode introduzir dados como a data a que pretende reformar-se, alterar a taxa de crescimento dos seus salários futuros ou a taxa de inflação.

Para além do regime geral, o Simulador prevê também as pensões antecipadas por desemprego de longa duração e por flexibilização de idade.

Ao conseguir antecipar o valor da pensão e a idade estimada da reforma, o novo Simulador permite aos cidadãos tomarem decisões sobre a sua vida profissional e construírem uma carreira contributiva mais sólida que lhes permita ter uma melhor pensão.

Trata-se de uma ferramenta digital que promove a transparência da informação e traz mais previsibilidade, permitindo planear melhor o futuro.

Na apresentação do simulador, o Ministro do Trabalho e da Segurança Social destacou o facto de que este simulador utiliza todo o histórico da carreira contributiva individual, pelo que a informação utilizada pode ter estado em suportes não informatizados, e por isso o simulador ser um processo em construção.

Por outro lado, como se trata de um simulador a ser usado por quem não está ainda na idade da reforma, é feito um cálculo prévio, uma estimativa, do que vai ser o futuro desse trabalhador. Esta estimativa foi calculada de uma forma automática, que foi considerar, usando dados históricos, que os salários reais iriam crescer 0,5% ao ano até ao fim da carreira contributiva, e que a inflação seria de 05% ao ano».

Assim, perspetiva de evolução de salários e de inflação são os dois elementos chave para estimar o futuro. O utilizador pode aceitar a estimativas do sistema ou alterá-las, no caso de achar que poderá vir a receber um salário maior ou que a inflação será diferente do que o sistema considera, sendo, portanto, um instrumento flexível.

Este simulador cobre cerca de 95% dos trabalhadores no ativo. Não cobre a totalidade dos trabalhadores porque há trabalhadores que têm uma carreira em diferentes regimes, ou situações de exceção previstas nas regras do sistema de Segurança Social.

Por outro lado, não está ainda completamente integrado com o sistema da Caixa Geral de Aposentações (sistema da Administração Pública), que terá um simulador semelhante a este até ao final do ano de 2018.

Neste momento o simulador reproduz as regras legais de cálculo das pensões que estão em vigor - o cálculo com base na totalidade da carreira contributiva -; se houver alteração das regras, o simulador adaptará os seus parâmetros e dará os novos dados criados pelas alterações.

 

Informação da responsabilidade de LexPoint
© Todos os direitos reservados à LexPoint, Lda
Este texto é meramente informativo e não constitui nem dispensa a consulta ou apoio de profissionais especializados.


 

10.05.2018