Skip BreadcrumbHome / Quem somos / Estratégia

Estratégia

Estratégia


O Millennium bcp implementou com sucesso uma recuperação operacional no seu mercado core, reforçando a sua posição financeira e de capital, apesar da envolvente desafiante no setor bancário no mercado português. Foi implementado um programa de reestruturação suportado numa redução de custos operacionais em mais de 40% em Portugal desde 2011 e uma redução de 44% nos NPE do Grupo desde 2013 (de 13,7 mil milhões de euros para 7,7 mil milhões de euros em 2017). Três competências distintivas estiveram no centro desta recuperação: um modelo de relacionamento voltado para o Cliente, liderança de mercado em termos de eficiência e operações internacionais competitivas.

O Millennium bcp está agora pronto para iniciar um novo ciclo de crescimento, com rendibilidade, que exige capacidades complementares para lidar com um contexto em mudança e com a necessidade de garantir uma posição sustentável. Estas capacidades incluem o digital, os dispositivos móveis e analytics (preparando a organização para ser competitiva nesta nova era) e a integração em cadeias de valor e em ecossistemas (incorporando as necessidades e abrangência dos Clientes), complementados por um balanço robusto e por uma alocação de capital rigorosa, moldada por uma forte governance (continuando o esforço do Millennium bcp para reduzir o risco e reforçar o enfoque em negócios de valor acrescentado).

Com base nas competências centrais e nas ambições do Millennium bcp, definiu-se uma nova Visão estratégica: "Parceria com os nossos Clientes para criar e partilhar valor." Esta Visão reflete o desejo de gerar mais valor para os Clientes do Millennium bcp (através de apresentação de soluções convenientes, personalizadas e de uma experiência em dispositivos móveis que oferecem soluções centradas no ser humano), para o Banco (expandindo a base de Clientes e reforçando o relacionamento), para os Acionistas (alcançando um forte desempenho através de um modelo de negócio resiliente) e para os Colaboradores (promovendo um modelo de trabalho em equipa e reforçando a satisfação, a remuneração e as capacidades).

Neste contexto, o Millennium definiu cinco prioridades globais para o futuro:

Mobilização de talento, o que implicará energizar os Colaboradores para impulsionar a agenda do Banco, em equipa, promovendo maior envolvimento e pró atividade, e reforçando a tomada de decisões num modelo colaborativo. O talento do Banco também será revigorado pelo desenvolvimento de um modelo de crescimento baseado no mérito e pelo incentivo ao desenvolvimento de novas capacidades. Por fim, os processos de compensação serão analisados transversalmente às equipas para garantir o alinhamento com a nova agenda e um bom desempenho.

Digitalização centrada em dispositivos móveis, com o objetivo de duplicar os esforços para transformar a experiência do Cliente e permitir ganhos de produtividade em todas as geografias, enfatizando novamente a imagem de inovação do Millennium bcp. As principais prioridades consistem em redesenhar a experiência digital a partir de uma abordagem centrada em dispositivos móveis, transformando as top customer journeys, configurando um modelo omni canal conveniente e produtivo e transformando as operações através da implementação de tecnologias NextGen (como robótica e processamento de linguagem natural). Paralelamente, uma estratégia de TI enfocada na atualização de tecnologia, segurança de informação e formas de trabalho possibilitará essas alavancas.

Crescimento e liderança em Portugal, com vista a maximizar o potencial da posição única em que o Banco emerge da crise financeira (o maior banco privado português), implicando um compromisso renovado para aumentar a base de Clientes e expandir os relacionamentos, materializando-se no apoio às empresas portuguesas (por exemplo, construindo uma posição como o parceiro preferencial para pequenas empresas de bom risco) e servindo simultaneamente todas as necessidades dos Clientes particulares. O Millennium procura ainda capturar todo o potencial da oferta simples e baseada na criação de valor do ActivoBank e avaliar as possíveis opções de internacionalização.

Crescimento da presença internacional, com o objetivo de capitalizar as oportunidades nos mercados de elevado crescimento onde o Millennium bcp está presente e detém vantagens competitivas. Isso implica o desenvolvimento e o aprofundamento das relações de Retalho e o aumento da base de negócios de Clientes na Polónia; uma mudança profunda na Suíça, baseada no crescimento dos negócios existentes e na exploração de novos mercados e assessoria digital; alavancar a liderança de mercado para se concentrar na rendibilidade e capturar as oportunidades associadas aos grandes investimentos em commodities planeados em Moçambique; construir uma posição como parceiro de negócios confiável e sólido com relações locais únicas em Angola; e explorar oportunidades emergentes relacionadas com a China (fluxos de comércio e investimento, pagamentos, private banking).

Sustentabilidade do modelo de negócio, mantendo como prioridade clara a melhoria da qualidade da carteira de crédito do Millennium, reduzindo o stock de NPE (redução de 60% até 2021) e, simultaneamente, reduzindo o custo do risco. A governance e compliance de riscos será também reforçada para garantir um crescimento sustentável do volume de crédito, com um perfil de risco sólido.

A execução com sucesso destas prioridades permitirá ao Millennium bcp alcançar um conjunto de objetivos estratégicos definidos para 2021: crescimento da franchising (mais de 6 milhões de Clientes ativos até 2021), disponibilidade para aproveitar oportunidades relacionadas com o futuro (passar de 45% para mais de 60% Clientes digitais e de 26% para mais 45% de Clientes mobile até 2021), um modelo de negócio sustentável (redução de 60% do stock de NPE, atingindo cerca de 3 mil milhões de euros) e retornos interessantes para os Acionistas (cerca de  40% de cost-to-income e cerca de 10% de ROE em 2021).